Mário, do E. C. Taubaté ao E. C. Bahia para ser campeão da Taça Brasil de 1959

Mário, meia armador do Botafogo do Rio, veio para o E. C. Taubaté. Durante uma excursão pelo Nordeste chamou a atenção dos dirigentes do Bahia.

time

foto: arquivo EC Taubaté

Durante o mês de março de 1959, o E. C. Taubaté, que se preparava para a disputa do Campeonato Paulista, realizou uma excursão para enfrentar as equipes do Nordeste.

A história dessa excursão, com 11 jogos em 22 dias, conquistando sete vitórias, três empates e apenas uma derrota, estaremos relatando aqui no blog, em breve.

Hoje queremos falar de Mário de Araújo, carioca, nascido dia 31/5/1930 que fazia parte do famoso elenco do Botafogo do Rio, com Garrincha, Nilton Santos, e Didi, qual brigava pela posição. Didi, o inventor da “folha seca” era um dos melhores jogadores daquela safra, além de ser estrela no selecionado brasileiro desde 1952.

Assim Mário optou por jogar no campeonato paulista defendendo o E. C. Taubaté, chagando aqui em 1957, já com seus 27 anos, onde permaneceu até 1959.

 Em 1959, com Aimoré Moreira no comando da equipe taubateana, surgiu a possibilidade de realizar uma excursão pelo Nordeste.  Aliado ao sucesso da equipe paulista, nessa excursão, o futebol de Mário virou referencia após os jogos, ganhando destaque na imprensa do nordeste.

Retorno excursão Nordeste

1959 – Delegação do E. C. Taubaté no campo do Bosque, após a retorno da excursão realizada no Nordeste do país. Aimoré Moreira (técnico), Joaquim Moreira (Moreirinha), Renatinho, Gardel, Vasconcelos, Mário Preto, Álvaro de Mattos (chefe da delegação), Tek, Walter Prado, Evaldo, Osmar e Jorge Coutinho (massagista). Agachados: Ivan, Orlando Maia,Zé Américo, Rossi, Celso, Zé Carlos, Henrique, Mexicano e Rubens Peliciotti Acervo pessoal: Moacir dos Santos

E foi assim que em 19 de março de 1959,  no jogo na Fonte Nova contra o Bahia, no empate em 2X2, Mário só não fez chover, deixando ótima impressão aos dirigentes Baianos que abriram conversa de negociação mas que, naquela oportunidade, não evoluiu.

No final de 1959, ainda vinculado com o Botafogo, Mário passou a ser cogitado a voltar para General Severiano. Afinal Didi havia sido negociado com o Barcelona da Espanha. Mas o Bahia foi mais rápido e levou o meia armador para Salvador.

O Bahia disputava a Taça Brasil e acabou ficando seu seu artilheiro Ari, que se recuperava de cirurgia no fígado. Na vitória contra o Vasco e e no jogo na vitória contra o Vasco, o time baiano já estava sem seu artilheiro Ari, que havia feito cirurgia no fígado.  Na vitória contra o Vasco e nos dois jogo seguinte contra o Santos FC (na Vila, Bahia 3×2. e na Fonte Nova, Santos 2×0), o Técnico Geninho escalou o novato Bombeiro mas sabia que precisava de um artilheiro experiente e tinha em sua mente o driblador  Mário

 Esses resultados acabaram adiando a decisão, mas não adiou a chegada de Mário ao Bahia que tinha compromisso decisivo com o Santos FC. Mas antes desse jogo decisivo, por questões pessoais, Geninho deixou o comando do Bahia retornando para o Rio de Janeiro. Em seu lugar assumiu o técnico argentino Carlos Volante.

Mário foi escalado para o jogo final e acabou sendo o único campeão da Taça Brasil 1959 disputando apenas um jogo, o último na vitória diante do Santos FC 3 a 1.

Ficha Técnica do jogo:

E. C. BAHIA-BA 3 x 1 SANTOS-SP

Data:29 / 03 / 1960
Local:Maracanã
Árbitro:Frederico Lopes
Gols:Coutinho 27′, Vicente 37′ / 1º T; Léo 47s ,Alencar 31 / 2º T.
E. C. BAHIA: Nadinho, Beto, Henrique, Flávio e Nenzinho; Vicente e Mário; Marito, Alencar, Léo e Biriba. Técnico Volante
SANTOS FC: Lalá, Getúlio, Mauro, Formiga e Zé Carlos; Zito e Mário, Dorval, Pagão, depois Tite, Coutinho e Pepe

O driblador Mário que gostava de “dar canetas” nos adversários, foi Campeão da Taça Brasil de 1959, tetracampeão baiano, ao lado de Nadinho, Henrique e Biriba.  Disputou ainda mais duas finais da Taça Brasil, além de ter jogado duas Libertadores defendendo as cores do Esquadrão de Aço.

Mário preto, como era conhecido no gramado do E. C. Taubaté, encerrou a carreira aos 36 anos em 1966.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s