Taubaté empata e se mantém no G8

A vitória escapou nos minutos finais do jogo

foto gol Erik

Lance do gol Taubateano. Caio Mancha sobe mas não alcança a bola. Na passagem, Erik antecipa o marcador e de cabeça toca para o gol – foto: Bruno Castilho / EC Taubaté

O E. C. Taubaté recebeu na noite desta quarta-feira (20) a forte equipe da Portuguesa Santista e empatou em 1 a 1. O Taubaté abriu o marcador no primeiro tempo através de Erik ao 41’. Na etapa final, Taubaté recuou e a Portuguesa passou a dominar a partida, pressionando a defesa taubateana o tempo todo ataque aos 38 minutos conseguiu o empate através de Rodriguinho.

O lateral Danilo Tarracha que havia sido julgado pelo Tribunal da FPF e foi penalizado com a suspensão de 4 jogos foi a grande novidade na partida. O departamento jurídico do Taubaté

 Danilo Tarracha foi a novidade na escalação do Taubaté. Ele deveria cumprir a segunda partida de uma suspensão de quatro por expulsão e julgamento, mas o clube conseguiu um efeito suspensivo, liberando o atleta para atuar.conseguiu efeito suspensivo dando condições para Tarracha atuar contra a Portuguesa Santista.

O jogo iniciou com o visitante pressionando o setor defensivo do Taubaté que administrou a pressão durante 15 minutos. Depois equilibrou o jogo e passou a marcar presença no ataque, principalmente com a velocidade de Elivelton e Claudinho e as eficientes descidas de Danilo Tarracha.

O gol taubateano surgiu aos 41 minutos quando Tarracha foi a linha de fundo e cruzou, Caio Mancha subiu mas não alcançou, a bola encontrou Erik bem posicionado que de cabeça,  mandou para o fundo do gol.

Os taubateanos reclamaram da arbitragem em dois lances, o primeiro o zagueiro cortou o lance usando o braço direito mas o árbitro mandou o lance seguir, quando poderia originar uma cobrança de falta muito próxima a linha da grande área.

lance

Outro lance foi em contra ataque taubateano, quando Caio Mancha disputava a longa bola lançada no ataque, o zagueiro, já dentro da área, recuou para o goleiro. O árbitro nada marcou e recebeu uma sonora vaia dos torcedores presentes.

A segunda etapa a Portuguesa resolveu atacar a equipe taubateana, colocando duas linhas de defesas avançadas no meio campo, o que proporcionou total domínio do jogo. O Taubaté apesar de manter o esquina defensivo bem posicionado, parou de atacar, mantendo isoladamente Caio Mancha nas jogadas ofensivas mas sempre marcado por dois zagueiro e um na sobra, nada podia fazer.

Mesmo assim em dois lances de perigo, o taubaté chegou com perigo. O primeiro com Claudinho que finalizou dentro da área, a bola saiu raspando a trave. Depois foi a vez de Erik que por pouco não marcou o segundo gol do jogo.

lance i

O volume de jogo ofensivo da Portuguesa proporcionou ao goleiro Dida a realizar pelo menos duas defesas importantes. Porém aos 38 minutos, em bola levantada na área pelo lateral Rafael Ferro, a defesa cortou parcialmente, Wendel finalizou dentro da área para difícil defesa parcial de Dida, na sobra Rodriguinho chutou para o gol, empatando.

Apesar de ter enfrentando um adversário forte e nas primeira colocações da tabela de classificação, o Taubaté dirigido por Paulinho McLaren, esteve muito perto de mais uma vitória. Somando um ponto o Taubaté vai dormir na 7ª posição com 15 pontos, na frente do Votuporanguense que tem os mesmos 15 pontos mas uma vitória e um jogo a menos. Votuporanguense joga amanhã, quinta-feira conta a Portuguesa Desportos. E caso de vitória da Portuguesa ou do Votuporanguense, o Taubaté permanecerá no G8, na 8ª colocação.

A penúltima rodada para o Burrão será no próximo sábado (23), enfrentando o Água Santa de Diadema, às 15h em Diadema. No sábado seguinte, (30), encerra a primeira fase recebendo no Joaquinzão a Inter de Limeira.

 Ficha Técnica

13ª rodada Campeonato Paulista Série A2

20/03/2019 – Estádio Joaquim de Morais Filho – 20h00

E. C. Taubaté 1 X 1 AA Portuguesa Desportos

E. C. Taubaté: Rafael Dida; Jean, Cesinha, Henrique e Danilo Tarracha; Moradei (Hyago), Elivelton, Erik (Anderson Cordeiro) e Claudinho; Juninho (Márcio Passos) e Caio Mancha – Técnico: Paulinho McLaren

A A Portuguesa Santista: Johh; Rafael Ferro, Bruno, Luiz Eduardo e Boré; Acleisson (Raylan), Diogo Lopes (Wesley), Carlos Alberto e Diego Palhinha; Rodriguinho e Wendell (Daniel Bueno) Técnico Sérgio Guedes.

Árbitro: Ilbert Estevam da Silva – Assistentes: Fernando Afonso Gonçalves de Melo, Bruno Silva de Jesus – Quarto árbitro: Daniel Carlos Luciano Fernandes – Marco Antônio Gonzaga da Silva – avaliador de campo.

Cartão amarelo: Rafael Ferro (P)

 Renda de R$ 12.615,00 – Público: 850 torcedores pagantes

Foi respeitado um minuto em silêncio em homenagem póstuma ao Carlos Roberto Drumond da Costa,  que foi mascote do E. C. Taubaté nos anos 50 e 60, grande esportista taubateano

Fotos: Bruno Castilho / EC Taubaté

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s