GATO SELVAGEM O GOLEIRO DO E. C. TAUBATÉ

Você já tinha ouvido falar em Gato Selvagem, goleiro do E. C. Taubaté?

E em Jose Machado?

Não?

Pois é mas com certeza já ouviu falar em Zezão, um dos maiores goleiros que defendeu as cores do E. C. Taubaté sendo inclusive, campeão do interior em 1942

time-de-47.jpg

Natural de Catanduva, onde residia com sua família, José Machado,  defendia, no início dos anos 30, as cores da equipe de sua cidade,  bem distante de Taubaté.

Acompanhando sua família, de Catanduva, o Gato Selvagem foi residir em Barretos, mas não deixou o futebol. Em Barretos passou a defender a equipe da cidade onde foi reserva de Batatais, goleiro que chegou a ganhar o Prêmio Belfort Duart, pelo seu comportamento exemplar dentro dos gramados. Sem muitas chances de tomar o lugar de Batatais, Zezão, retornou para a equipe de Catanduva onde permaneceu por mais três anos.

Em 1939, veio para Taubaté,  onde teve  brilhantes atuações, quando ganhou o apelido de Gato Selvagem.

1947

Ao final do campeonato de 1939, Zezão resolveu retornar para Catanduva. A Diretoria sentindo a grande perda, passou a procurar um substituto a altura, sabendo da difícil missão. Foi quando Antonio Soares (o Dionísio), trouxe  de Nova Iguaçu o goleiro Onça (João Xavier de Oliveira) que, vindo do Paraná,  teve passagens pelo  Corinthians/SP e  Madureira/RJ.

Ainda em 1939, Zezão retornou  à Taubaté. Passou a trabalhar na Fábrica de Juta Fabril sendo inscrito como suplente de Onça na equipe taubateana atuando como titular em algumas partidas.

Em 1940, voltou a condição de titular absoluto sendo campeão  da Liga de Futebol Norte de São Paulo defendendo a camisa de numero 1 do E. C. Taubaté.

Em 1942 com grande atuação no amistoso contra o Fluminense, foi eleito o melhor jogador em campo. Vitória do E. C. Taubaté 2 a 1.

EC TAUBATÉ (TAUBATÉ – SP) 2 x 1 FLUMINENSE FC (RIO DE JANEIRO – RJ)

Data: 29 de novembro de 1942     Local: Taubaté – SP

Caráter: Amistoso Nacional       Árbitro: Oscar Pereira Gomes

Gols: Viola, Orlando e Anito

E. C. Taubaté: Zezão; Rogério e Antico; Moacir, Renato (Aliberti) e Ditão; Orlando (Savério), Viola (Renato), Dão (Viola), Hugo e Jurandir.

Fluminense: Gijo; Norival e Renganeschi; Vicentini, Rui e Nenê (Wilson); Adilson, Américo (Russo), Anito (Maracaí), Tim e Murilinho

Fonte: Gazeta Esportiva / SP

Zezão sempre figurava na Seleção do Interior eleita pela imprensa.

Temos registro que Zezão defendeu o E. C. Taubaté até 1949. Veja a foto onde ele aparece ao lado de Pelado e Bibide, registro  feito pelo Foto Rezende em 05.06.1949.

Pelado, Zezão e Bibide cópia

Em 1947, em dois registros ao lado de Bibide e Avelino

1947 Bibide, Zezão e Avelino..

1947 Avelino, Zezão e Bibide.

Causos e causos……  Verdade ou mentira?

Chegamos ouvir história que, em algum momento de sua vida defendendo as cores do Taubaté, Zezão era presidiário, cumprindo pena na Casa de Custódia de Tratamento. Ouvimos ainda que só tinha permissão para sair em dias de jogos, sempre sob a responsabilidade do Dr. Mequinho, delegado de Polícia e torcedor do E. C. Taubaté. Nunca conseguimos confirmação desse cumprimento de pena, através de documento. Mas não podemos descartar relatos feitos pessoalmente a mim por Hugo dos Santos (in memory), Horton Sidney Cunha, Fausto Garcez, Paulo Pereira.

Equipe 1947 cópia

Jeferson da Silva Lindegger Ribeiro, torcedor e historiador do E. C. Taubaté que vem, com muito brilho, publicando matéria sobre a excursão do  E. C. Taubaté pelo Nordeste em 1959, durante sua pesquisa deparou com dois registros em jornais, referenciando exatamente sobre a condição do Zezão, registros esses gentilmente a mim cedido.(veja registros abaixo)

Em um primeiro momento, o jornal informa que Zezão cumpria pena na penitenciaria de Taubaté.

zezão1

Em um segundo momento, pelo que pode ser entendido, alguém ligado ao E. C. Taubaté não concordando com a publicação, pede correção,  informando que Zezão estava em um Instituto de tratamento na cidade.

zezão2

Independente da verdadeira história, o importante é registrar que José Machado, o Zezão, o Gato Selvagem, defendeu com muita honra, brilho e arrojo, as cores da camisa do E. C. Taubaté.

Títulos com a camisa do E. C. Taubaté

No auge de sua carreira foi campeão em 1942 ao lado de outras estrelas que estão identificadas na foto, em 1940, campeão  da Liga de Futebol Norte de São Paulo e vice campeão do Interior em 1947.

time campeao 1942 cópia

 

Zezão

Referências:

  • Vida Esportiva Paulista Ano III nº 34 – dez/42.
  • Mundo Esportivo – Semanário Esportivo SP

 

 

6 comentários sobre “GATO SELVAGEM O GOLEIRO DO E. C. TAUBATÉ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s