Injustiça! André Rocha passa por reclassificação e está fora da briga por medalhas no Parapan de Lima 

Paratleta da equipe de Taubaté passou da classe F53 para a F54, onde terá de competir em condições diferentes e que tiram dele a chance de medalhas em Lima

thumbnail_Andre Rocha Disco 1(1)

André Rocha está revoltado com a reclassificação e está  praticamente fora da briga por medalhas no Parapan de Lima – foto: Ronaldo Casarin

O paratleta André Rocha, da equipe Programa Esporte Para Todos, da Prefeitura de Taubaté (SP), está enfrentando uma situação complicada nos Jogos Parapan Americanos de Lima, no Peru.

Por determinação do Comitê Paralímpico Internacional, o paratleta teve de ser submetido a uma nova avaliação para reclassificação. Tal procedimento se refere à classe em que o paratleta compete em sua modalidade.

Desde 2018, André Rocha vinha competindo na classe F53, na qual ganhou notoriedade mundial, liderando o Ranking Mundial no Arremesso de Peso, quebrando recordes e conquistando marcas expressivas onde competiu.

A nova avaliação do paratleta em Lima, antes do início dos Jogos Parapan Americanos já era de conhecimento dele e da comissão técnica da Seleção Brasileira de Paratletismo. No entanto, a expectativa era de que ele fosse mantido na classe F53.

Após a avaliação, feita na tarde da última quinta-feira, 22/08, ficou determinado pelo órgão responsável pela classificação funcional dos paratletas, de que ele fosse reclassificado como F54.

Na prática, essa alteração prejudica diretamente o paratleta André Rocha em suas marcas. Além de competir contra paratletas que possuem condições físicas e motoras claramente menos comprometidas que as suas, o paratleta terá, por exemplo, de arremessar um implemento mais pesado no arremesso de peso, prova na qual era franco favorito ao Ouro em Lima.

Na classe F53, o implemento é de 3 Kg. Na classe F54, o implemento sobe para 4 Kg. Esta situação faz com que as marcas de André sejam bem menores que as dos paratletas que brigarão por medalhas, tornando suas chances subir ao pódio, mesmo no arremesso de peso, praticamente nulas.

“Fica muito complicado se manter entre os melhores com essa barreira da classificação, que mais uma vez claramente me prejudicou. Não acho que os critérios usados na minha avaliação tenham sido justos, minha condição física não se equipara aos adversários da F54. Estarei em grande desvantagem. Infelizmente a falta de critérios justos atrapalha o esporte paralímpico.”, comentou André Rocha.

O Comitê Paralímpico Brasileiro não se pronunciou a respeito da mudança que prejudicará os resultados de André Rocha no Parapan.

O paratleta compete hoje (25/08) no Lançamento de Dardo às 19h47 (horário de Brasília). A prova do Arremesso de Peso acontece na próxima terça-feira, às 18h00.

Confira a agenda completa dos taubateanos no Parapan de Lima
(Horários de Brasília):

24 de agosto (sábado)
17h40 – Viviane Soares – 200m (T12) – Eliminatória bateria1/3
21h14 – Viviane Soares – 200m (T12) – Final
25 de agosto (domingo)
17h10 – Alessandro da Silva – Lançamento de Disco (F11) – Final
19h20 – Felipe Gomes – 400m (T11) – Eliminatória bateria 1/3
19h47 – André Rocha – Lançamento de Dardo (F54) – Final
26 de agosto (segunda-feira)
18h02 – Viviane Soares – 100m (T12) – Eliminatória bateria 1/3
19h25 – Felipe Gomes – 400m (T11) – Final
21h04 – Viviane Soares – 100m (T12) – Final
27 de agosto (terça-feira)
18h00 – André Rocha – Arremesso de Peso (F54) – Final
20h37 – Felipe Gomes – 100m (T11) – Eliminatória bateria 1/3
28 de agosto (quarta-feira)
17h33 – Felipe Gomes – 100m (T11) – Final
17h43 – Alessandro da Silva – Arremesso de Peso (F11) – Final

Sobre o Programa Esporte Para Todos: O Programa Esporte Para Todos é o projeto que congrega toda a prática esportiva destinada à pessoas com deficiência em Taubaté. O programa tem como principal mantenedor a Prefeitura de Taubaté, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, sendo hoje uma das equipes com melhor estrutura em todo o Brasil. A equipe do Programa Esporte Para Todos conta com equipe de alto rendimento, e atendimento social e prática esportiva para pessoas com deficiência. As modalidades que fazem parte do Esporte Para Todos são: Atletismo, Natação, Halterofilismo, Bocha, Basquete em Cadeira de Rodas, Tênis de Mesa, Goalball, Thriatlon, Ciclismo, e Badminton.
Nossos parceiros: PREFEITURA DE TAUBATÉ, Secretaria de Esportes e Lazer de Taubaté, Instituto Sabin, Instituto Mara Gabrilli, Luasa Sports, Cunzolo Acqua, Academy School, Juvy Serviços Médicos.

fonte: Ronaldo Casarin – Assessor de Imprensa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s