Vinte e um anos sem a lenda do salto triplo

João do Pulo que em 15 de outubro de 1975 ficou conhecido mundialmente

O registro é de 04 de agosto de 1989, pelas lentes do amigo Celso Faria, fotografo oficial nos eventos do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Órgão onde tive a honra de trabalhar por 25 anos. Eu ao lado da lenda João do Pulo.

Eu e João do Pulo

Em 04 de agosto de todos os anos, o INPE realizava festividades de aniversario de sua criação. Dentre os pontos altos, a direção homenageava os servidores que completavam 10, 20, 25, 30 anos de trabalho. E no aniversário no ano de 1989  esteve presente o brilhante atleta João do Pulo. Ao ver o atleta tão próximo, não pesei duas vezes, pedi uma foto. Ele mostrando uma educação fina imediatamente se disponibilizou para foto.

Se estivesse vivo, João do Pulo estaria completando hoje 65 anos.

joaodopulo_-joaocarlosdeoliveira_pan_1975_ae

João Carlos de Oliveira, o João do Pulo, nos Jogos Pan-Americanos de 1975 — Foto: Claudine Petroli / Agência Estado

No dia 28 de maio de 1955, na cidade de Pindamonhangaba nascia um atleta que deixaria por dez anos registrado um recorde mundial do salto triplo.

Em 1975 nos Jogos Pan-americanos na cidade do México, o atleta brasileiro conseguiu a marca de 17 metros e 89 centímetros, conquista essa que só foi batida dez anos depois, pelo britânico Jonathan Edwards, que pulou 18 metros e 29 centímetros.

Em 1982 após completar 27 anos de idade, em decorrência de um acidente de carro ocorrido em 1981, João do Pulo foi obrigado a amputar a perna direita, isso depois de longo tempo de internação e cirurgias. Nos últimos anos de vida, enfrentando uma grande depressão e problemas financeiros, se envolveu com o alcoolismo e em 1999, aos 45 anos veio a falecer, um dia após seu aniversário.

Conquistas de João Carlos de Oliveira, o João do Pulo

Jogos Pan-americanos de 1975 – Cidade do México

Medalha de Ouro Salto Triplo;

Medalha de Ouro  Salto em Distancia.

Olimpíadas de 1976 – Montreal (João do Pulo não estava nas melhores condições físicas, pois vinha de uma contusão)

Medalha de bronze no salto triplo;

Quarto no salto em distância.

Jogos Pan-americanos de 1979 – Porto Rico

Medalhas de ouro no salto triplo;

Medalha de Ouro salto em distância.

Olimpíadas de 1980 – Moscou

Bronze no salto triplo (*)

Esse momento tem uma história.

Os favoritos no salto triplo eram  quatro, os soviéticos Jaack Uuamde e Viktor Saneiev o brasileiro João do Pulo e o australiano Ian Campbell.

A arbitragem em decisão que ficou marcada na história como imparcial, apontou como saltos queimados cinco das seis tentativas do australiano. Alguns desses  cinco saltos foram considerados interpretações duvidosas da arbitragem

 O mesmo se repetiu com o brasileiro João do Pulo que teve  quatro de seus seis saltos considerados irregulares, faltosos. E pior, um deles considerado o melhor salto entre todos os atletas.

Não teve jeito, os dois primeiros lugares ficaram para os soviéticos que registraram:

Jaack Uuamde – 17 metros e 35 centímetros e,

Viktor Saneiev – 17 metros e 29 centímetros.

João do Pulo ficou com a medalha de bronze – 17 metros e 22 centímetros, mas ficou na história  a duvida da imparcialidade da arbitragem.

logo minclean blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s