Resultados dos exames Covid 19 do E. C. Taubaté foi conhecido nesta segunda-feira

São quatro opções de estádio para o Burrão jogar as três partidas restantes da 1ª fase.

Depois da autorização do governo do Estado para início dos testes e treinamentos, o Esporte Clube Taubaté retomou, no ultimo dia 24, suas atividades presenciais, visando o retorno da disputa da Série A2 do Campeonato Paulista.

No Conselho Técnico da Série A2, realizado em 13 de julho, por maioria, os clubes sugeriram que a competição seja retomada no dia 19 de agosto. A data de reinício depende ainda de autorização do Governo do Estado, mas em função do sucesso que está sendo a retomada dos jogos da Série A1, dificilmente haverá qualquer obstáculo para que a 13ª rodada seja retomada em 19 de agosto.

Onde jogar

Na mesma reunião, foi discutido que o clube mandante só poderá jogar em seu estádio caso o município esteja na cor amarela.

O E. C. Taubaté terá três jogos restantes da primeira fase, são eles: Red Bull (casa), Sertãozinho (fora) e São Bernardo (casa).

O município de Taubaté continua classificado na fase laranja e se isso não alterar terá que jogar fora de Taubaté.

A FPF já havia determinado que as opções de estádio para os clubes da Série A2 que não possam manda seus jogos em casa, deverão jogar no estádio 1º de Maio em São Bernardo, no estádio Anacleto Campanella em São Caetano ou estádio José Liberatti em Osasco.

Portanto, caso o E. C. Taubaté não possa jogar no Joaquinzão, jogará em uma desses três cidades.

A região de Ribeirão Preto também está na fase laranja, assim caso não haja mudança, o jogo contra o Sertãozinho que, estava previsto ser realizado no estádio Frederico Dalmaso em Sertãozinho será em São Paulo, o que, em temo de distancia de deslocamento, indiretamente é melhor para o Burrão.

Burrão inicia semana conhecendo os resultados dos testes

Todos os atletas, membros de comissões técnicas e colaboradores passaram por teste para o COVID-19, realizados pelo Albert Einstein, por meio de convênio que a FPF possui com o hospital, seguindo à risca todo o protocolo determinado pela Federação Paulista.

Hoje a assessoria de imprensa do clube, por intermédio de nota, informou que os resultados os testes foram conhecidos no final da manhã desta segunda-feira (03).

“Dois casos positivos (houveram testes em atletas, comissão técnica e funcionários), ambos assintomáticos. Os dois citados, que não terão os nomes revelados, passaram os últimos dias dentro do isolamento necessário, e, como manda o protocolo da Federação, a partir de amanhã, 10 dias após a testagem, estão liberados para demais atividades”

 O Dr Marcelo Barrichello, médico do clube, também falou sobre a questão do isolamento:

“Conforme protocolo da Federação Paulista de Futebol fizemos os exames em todos os atletas, dois positivados também como orientação do protocolo criado pela Federação, esses atletas ficaram 10 dias afastados do grupo, isolados e na terça-feira vão retornar as atividades com o grupo. Porque ficaram 10 dias afastados, porque teoricamente se o exame deu positivo, esses pacientes estão em uma janela entre o quarto e sétimo dia de contaminação. Então pro isso são dez dias, porque vai dar quatro dias que é o tempo de de imunização do individuo” explicou o médico.

Profissionalização de das promessas

O Esporte Clube Taubaté assinou contrato profissional com dois jogadores das categorias de base: os atacantes Adriano e Rodriguinho.

A assessoria de imprensa informou que a Diretoria profissionalizou dois atletas da base .

A dupla, que até o início da pandemia do Covid-19 estava se preparando para a disputa do Campeonato Paulista Sub20 pelo Burro da Central, disputou a última edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior pela equipe comandada pelo técnico Douglas Leite, além do vice-campeonato da Copa Ouro no ano passado. Além da idade em comum (20 anos), os dois atletas também carregam raízes da região: enquanto Rodriguinho é natural da própria Taubaté, Adriano nasceu em São José do Barreiro, também no Vale do Paraíba.

Adriano chegou ao Taubaté em 2017 e já deixou fez parte do elenco principal do clube em duas oportunidades. Sob o comando de Marcelo Martelotte na Copa Paulista de 2018, por exemplo, fez cinco jogos e marcou o gol da vitória diante do Água Santa, pela primeira fase da competição.

“Agradeço a Deus por tudo que vem acontecendo em minha vida, e agradeço ao Taubaté por desde o início acreditar em mim e no meu trabalho. Estou realizando um grande sonho e estou muito feliz. Sou grato aos meus pais que sempre estiveram do  meu lado em todos os momentos, e agora é seguir trabalhando que Deus vai abençoando”, afirmou o atacante, que na Copa São Paulo deste ano marcou três gols em três jogos e foi o artilheiro do Burro na campanha do vice-campeonato da Copa Ouro do ano passado, com cinco gols”. 

Já Rodriguinho começou a carreira nas categorias de base do próprio Taubaté, nas equipes Sub13 e Sub15, comandado pelo ídolo do clube e hoje auxiliar técnico do time profissional, Sandrinho. Depois, passou pelo Joinville-SC e pelo Marília, mas voltou ao Burro no ano passado, se destacando no Campeonato Paulista Sub20 e na Copa Ouro do ano passado.

“Primeiramente agradeço a Deus pelo sonho de criança realizado, agora começa uma nova etapa onde a dificuldade aumenta e a responsabilidade dobra. Não deixo de enaltecer o trabalho do professor Douglas, que vem incentivando e sempre falando que quando menos esperar a oportunidade aparece, mas você tem que estar pronto”, disse Rodriguinho. “Agradeço ao Taubaté pela oportunidade e por acreditar no meu trabalho, agora é focar e estar pronto para quando as oportunidades começarem a aparecer, seja no profissional ou no Sub20”, destacou o atacante, que vestiu a camisa 7 na Copa São Paulo deste ano”. 

A assessoria de imprensa informou também que:

“A assinatura do contrato de Adriano e Rodriguinho não indica, necessariamente, que eles irão compor o elenco profissional na retomada da A2. É, por ora, uma maneira de ampliar os vínculos e manter suas revelações no time. Ambos podem ser usados se a comissão técnica julgar necessário, mas não há, por enquanto, nenhuma previsão. Por exemplo: quem acompanha mais de perto conhece o Glauber, volante, que está no Sub20 e mesmo assim já tem contrato profissional. Por ora, apenas o zagueiro Hyago, que também já integrou o time profissional em outras oportunidades, foi chamado para esse primeiro momento no time de cima, para suprir a saída do Henrique” concluiu.

 (Fotos: Caíque Toledo e Bruno Castilho / EC Taubaté)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s