O Fenomenal Trinta Jardas

Famoso jogador de futebol, Euclides Moreira.

Ah! Você pode não saber a quem estou me referindo, mas se eu perguntar se já viu falar do Trinta Jardas, tenho certeza que a resposta será SIIIMMM!!!

E é desse fenômeno do futebol amador é que vamos falar.

Nascido em 11 de março de 1917, na Rua Quirino, o taubateano  Euclides Moreira, foi eletricista na Estrada de Ferro  Central do Brasil, onde iniciou sua carreira profissional com apenas 15 anos, permanecendo na EFCB até sua aposentadoria.

Casado com Maria Lurdes Moreira, pai de 5 filhos, Neide, Neuza, Euclydes, Nadir e Nancy.

Desde criança, Euclides era apaixonado por futebol. Nas horas de folga lá estava ele correndo atrás da bola e acabou virando jogador e dos bons.

Orlando Pagotti, zagueiro central que está na foto acima, teve a oportunidade de jogar com o Trinta Jardas no União Operário e no CTI.

O Trinta Jardas era convidado à jogar em várias equipes. Ele gostava e chegava a viajar para participar de jogos. Não me lembro em que campo foi mas ele cobrou uma falta quase do meio de campo e marcou o gol, passando a ser conhecido como Trinta Jardas. Craque como jogador e exemplo como ser humano. Valeu a pena ter sido amigo dele” comentou Orlando Pagotti que jogou com ele no União Operário, formando dupla de zaga com seu irmão Pedro Pagotti.

Ponta esquerda nato, o esportista amador conquistou títulos por onde passou. E não foram poucas as equipes que disputavam aquele que tinha um forte chute de esquerda.

Industrial de Curucutuba, Santa Fé, Jaty FC, Ferroviário de Botucatu, E.C. Quiririm, E. C. Taubaté, União Operária, CTI,  Independência, Abaeté foram algumas equipes onde Trinta Jardas subiu ao pódio como campeão.

Aos 50 anos, encerrando a carreira, ainda levantou o último caneco defendendo a equipe do Mateco (famosa equipe amadora da empresa Moacyr Freire).

O  apelido veio pelo forte chute e pela longa distancia que cobrava faltas direto para o gol.

O APELIDO

Cobrança de falta ou mesmo com bola dominada próximo ao meio de campo, Euclides não penava duas vezes, mandava a bola para o gol

Foi no campo do E. C. Quiririm que, primeiramente, Euclides ganhou o apelido de Quarenta Jardas. Uma falta dentro do circulo central, Euclides chutou direto para o gol e o goleiro não conseguiu reter a bola, dada a força do chute.

Com o passar do tempo, Euclides teve seu apelido alterado para Trinta Jardas, visto que faltas   próximas ao meio campo ou com bola dominada a partir do meio de campo, ele arriscava todas, direto para o gol. Tinha uma falta, Euclides era chamado para cobrar. Só que os goleiro tinham dificuldades para formar a barreira. Ninguém se aventurava a ficar na barreira quando  Euclides pedia a bola para cobrar as faltas.

“Além do pai, em Taubaté tinham dois jogadores que também chutavam muito forte, o Paredão e o Orlando Pagotti, mas sinceramente da distância que meu pai chutava, não conheci nenhum igual”, comentou Euclides, filho do fenomenal Trinta Jardas.

Campeão por onde passou

Trinta Jardas defendeu o E. C. Taubaté na época amadora, deixando também registrada sua história na equipe azul e branca.

Por trabalhar na Estrada de Ferro Central do Brasil, chegou a ser convidado a aceitar uma transferência para a cidade de Sorocaba, para defender a equipe sorocabana. Mas o taubateano Trinta Jardas preferiu ficar aqui ao lado de grandes amigos.

Grande parte de sua vida, Trinta Jardas residiu no bairro da Estiva em Taubaté na Av. Voluntário Benedito Sérgio onde veio a falecer em 23 de abril de 2007.

Com auxilio do amigo Jefferson da Silva Lindegger Ribeiro, foi resgatado um vídeo da TV Vanguarda de 2004, quando em cobertura de um treinamento do E. C. Taubaté no campo do Sesi, a repórter flagrou o lendário Quarenta Jardas presente e pegou uma palavrinha de Euclides.

OLHA ELE AÍ

imagens TV Vanguarda / 2004.

Fica aqui a nossa homenagem a esse atleta que deixou bons exemplos dentro e fora dos gramados.

Estaremos a seguir disponibilizando várias fotos que pertencem ao arquivo pessoal de Nadir, filha de Euclides Moreira.

As duas fotos acima foram disponibilizadas pro Cristiano dos Santos e Ulisses Andrade, qual agradecemos.

2 comentários sobre “O Fenomenal Trinta Jardas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s