Bicampeão: Vôlei Taubaté bate o Cruzeiro e conquista sua segunda Supercopa de Vôlei

É BICAMPEÃO! EMS TAUBATÉ FUNVIC FAZ GRANDE JOGO E CONQUISTA SUA SEGUNDA SUPERCOPA MASCULINA DE FORMA CONSECUTIVA

Vôlei Taubaté repete o feito de 2019 e bate o Cruzeiro na final da Supercopa de Vôlei

Em jogo muito equilibrado, Taubaté bate o Cruzeiro por 3 sets a 2 e celebra seu segundo título da temporada 2020/2021

Bicampeão! Esse foi o grito entoado no ginásio Guanandizão, em Campo Grande-MS pelos atletas do EMS Taubaté Funvic, que na noite desta sexta-feira, 30/10, conquistaram o título da Supercopa Masculina de Vôlei 2020.

No jogo que reúne os últimos campeões da Superliga e da Copa Brasil, o Taubaté derrotou o rival Cruzeiro (MG) por 3 sets a 2 (parciais de 19×25, 25×21, 30×28, 14×25 e 15×11) e celebrou sua segunda conquista da Supercopa. Foi também o segundo título da equipe na temporada 2020/2021, que já havia levantado o caneco do Super Vôlei na semana passada.

O JOGO: O técnico Javier Weber colocou em quadra a equipe inicial com Bruno Rezende, Lucão, Maurício Souza, João Rafael, Maurício Borges, Felipe Roque e Thales como líbero. Entraram ao longo da partida o ponteiro Vitor Yudi, o levantador Fabiano, o levantador Rapha e o oposto Gabriel Cândido.

O primeiro set começou equilibrado, com os times forçando o saque. A agressividade no serviço acabou gerando um número de erros elevados de ambos os lados. O Cruzeiro conseguiu impor melhor volume defensivo e abriu pequena vantagem. O EMS Taubaté Funvic não conseguiu repetir o bom jogo no sistema defesa/bloqueio, e sofreu com as bolas de ataque do Sada. Os taubateanos equilibraram a partida na segunda metade do set, melhorando a efetividade no saque e aproveitando as bolas de contra-ataque. Na reta final do set o Taubaté foi claramente prejudicado quando uma bola atacada pelo meio de rede foi boa, mas a arbitragem deu bola fora. O ponto empataria o set naquele momento. O Taubaté pediu o vídeo-check, mas por um mal posicionamento da câmera do sistema, não foi possível confirmar a bola boa. O Cruzeiro aproveitou para se manter à frente e encaminhar a vitória no set por 25 a 19, em 32 minutos.

O segundo set começou com o Taubaté melhorando sua efetividade no bloqueio e apresentando muito mais volume de jogo na defesa. A virada de bola taubateana também cresceu muito e o Cruzeiro passou a errar mais. Do lado do EMS Taubaté Funvic, o ataque voltou a ter boa efetividade e a equipe se manteve à frente no placar. A defesa continuou fazendo a diferença e as bolas de ponta com o oposto Felipe Roque foram o destaque na reta final do set. O Taubaté fechou em 25 a 21, em 30 minutos, empatando o jogo.

João Rafael um gigante em quadra

O terceiro set teve um início equilibrado, com as duas equipes errando pouco. O EMS Taubaté Funvic passou a impor pressão no saque forçado, e complicou a recepção do Cruzeiro. O set seguiu equilibrado, com as duas equipes se alternando no placar. Nos momentos finais, o Taubaté cometeu mais erros e o Cruzeiro chegou a ter um set point. O Taubaté foi buscar a diferença uma ótima passagem do levantador Rapha no saque, e a equipe taubateana conseguiu empatar e virar. Os momentos decisivos do set seguiram ponto a ponto, num jogo tenso e de poucos erros. No final, o EMS Taubaté Funvic conseguiu fechar em 30 a 28, em 41 minutos, virando o jogo para 2 a 1.

O quarto set foi de superioridade do Cruzeiro, que encaixou bem o saque, complicou a recepção taubateana e aproveitou bem as bolas de contra-ataque. O EMS Taubaté Funvic sofreu com a pressão e não conseguiu repetir o bom jogo defensivo dos sets anteriores, e acabou deixando o adversário abrir vantagem no placar. O Cruzeiro encaminhou a vitória tranquila no set por 25 a 14, em 25 minutos, empatando a partida.

O tie break começou em uma outra realidade, retornando ao equilíbrio dos sets anteriores. O Taubaté melhorou sua defesa e recepção, e aproveitou muito bem as bolas de ponta. O bloqueio voltou a fazer a diferença para o EMS Taubaté Funvic, principalmente com Maurício Souza, um dos melhores em quadra nesse fundamento. O saque voltou a entrar e o time taubateano conseguiu abrir boa vantagem para encaminhar a vitória. Pressionado, o Cruzeiro errou bastante nos momentos decisivos, e o bicampeonato do EMS Taubaté Funvic veio justamente em uma bola atacada para fora. Final de tie break, 15 a 11 para o Taubaté.

Fim de jogo e mais um título para a galeria da equipe do Vale do Paraíba. Foi o 13º troféu conquistado pelo clube, e levantado pelo capitão Rapha.

Ao final da partida, o central Maurício Souza celebrou o bicampeonato da Supercopa e elogiou a união e comprometimento de todo o elenco: “Hoje vimos mais um ótimo jogo entre nós e o Cruzeiro, sem dúvidas são duas equipes fenomenais, com atletas de seleção, e sempre será um jogo tenso e equilibrado. As derrotas nas finais do Paulista foram dolorosas para nós, mas serviram para que a gente se unisse ainda mais, e nos fortalecesse para dar mais um passo adiante. Temos muito a crescer ainda, temos que corrigir muita coisa no time, mas hoje estão todos de parabéns pela vitória e pela conquista. Voltamos para casa com a sensação de dever cumprido e muito felizes ´para a sequência da temporada.”, comentou.

Mauricio Souza recebe de Bruninho e coloca a bola na quadra Cruzeirense. Otavio (4 )tenta conter mas sem sucesso

PRÓXIMO JOGO: O EMS Taubaté Funvic volta a jogar na próxima terça-feira, 03/11, pela estreia na Superliga Banco do Brasil Masculina 2020/2021. A equipe joga fora de casa contra o Azulim/Gabarito/Uberlândia (MG), às 21h30, em Uberlândia. Este jogo será transmitido ao vivo pelo canal SporTV 2.

SUPERCOPA MASCULINA DE VÔLEI 2020
Jogo Único
EMS Taubaté Funvic 3×2 Sada Cruzeiro (MG)
Data: 30/10/2020 (sexta-feira)
Horário: 21h30
Local: Ginásio Guanandizão – Campo Grande-MS).


Elenco 2020/2021:

Ponteiros: Douglas Souza, Maurício Borges, João Rafael e João Franck.
Centrais: Lucão, Maurício Souza, Riad e Bruno Biella.
Levantadores: Rapha, Bruno Rezende e Fabiano.
Opostos: Felipe Roque e Gabriel Cândido.
Líberos: Thales e Vitor Yudi.

Comissão Técnica:
Técnico: Javier Weber
Assistente Técnico: Maurício Thomas
Supervisor/Assistente Técnico: Giuliano Ribas
Preparador Físico: Renato Sérgio Bacchi
Assistente de Preparação Física: Caetano José dos Santos
Fisioterapeuta: Miguel Ambrósio
Fisioterapeuta 2: Maicon Douglas
Analista de Desempenho: Alexandre Leal
Massoterapeuta: Kleeva Albuquerque
Auxiliar de quadra: José Carlos Vieira (Branco)
Nutricionista: Daniela Squarcini
Administrativo: Rafael Oliveira
Fisiologista: Tiago Fukugauti
Gerente: Ricardo Navajas

foto: Célio Messias/Inovafoto/CBV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s