Vôlei Taubaté vence o Campinas e chega na final da Copa Brasil de Vôlei Masculino

Em jogo muito equilibrado com três horas de duração, Taubaté joga melhor, faz 3 sets a 2 e disputará sua terceira final da história no torneio. Decisão será nesta sexta-feira (12/02) às 21h30

Foi mais uma batalha duríssima para o EMS Taubaté Funvic, e novamente com final feliz. Jogando na noite desta quinta-feira (11/02), o time taubateano venceu o Vôlei Renata por 3 sets a 2 (parciais de 26×24, 25×21, 21×25, 26×28 e 15×12) na semifinal da Copa Brasil Masculina de Vôlei. A partida foi disputada na “bolha” montada no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em saquarema (RJ).

Com o resultado, o Taubaté se classifica para sua terceira final da história na Copa Brasil. A decisão será nesta sexta-feira, às 21h30.

O jogo

O técnico Javier Weber colocou em quadra a equipe inicial com Bruno Rezende, Felipe Roque, Lucão, Maurício Souza, João Rafael, Maurício Borges e Thales como líbero.
Entraram ao longo da partida o ponteiro Douglas Souza, o oposto Gabriel Cândido, o líbero Vitor Yudi e o ponteiro João Franck.

O primeiro set começou muito equilibrado com os dois times se estudando bastante, e buscando o saque forçado. O EMS Taubaté Funvic encaixou bem o serviço e conseguiu impor um bom volume de jogo defensivo. O bloqueio também trabalhou bem. O Vôlei Renata manteve o jogo equilibrado sacando bem e aproveitando bolas de contra-ataque.
Da metade do set em diante o Taubaté cresceu muito no bloqueio e na defesa, e conseguiu boas sequências no saque, abrindo vantagem. O Vôlei Renata cresceu nos pontos finais e, forçando bem o saque, chegou a empatar a partida em 22 a 22. O set seguiu ponto a ponto, com os dois times sacando forçado. Com melhor efetividade, o Taubaté fechou em 26 a 24, em 35 minutos.

O segundo set começou com o EMS Taubaté Funvic melhor em quadra. Com bom volume de jogo no sistema defesa/bloqueio, os taubateanos conseguiram criar muitas chances de contra-ataque e aproveitaram para abrir vantagem. O saque forçado entrou bem e complicou a recepção do time de Campinas, que cometeu mais erros no segundo set. O Taubaté manteve boa regularidade no serviço e também na defesa, encaminhando a
vitória por 25 a 21, em 30 minutos.

O terceiro set começou com o Vôlei Renata melhor, sacando muito bem e crescendo no bloqueio. O time campineiro chegou a abrir três pontos de vantagem no começo do set.
O Taubaté buscou a diferença e equilibrou as ações. O Vôlei Renata voltou a crescer no jogo defensivo e no saque, e abriu novamente vantagem no placar. Errando menos, o time de Campinas venceu o set por 25 a 21, em 33 minutos.

O quarto set começou novamente equilibrado e em clima bem tenso. O Vôlei Renata manteve o saque forçado, impondo pressão na recepção do Taubaté. Os taubateanos voltaram a apresentar bom volume defensivo e intensificaram a pressão no saque.
Melhorando a efetividade de ataque, o EMS Taubaté Funvic chegou a abrir 18 a 15. O Vôlei Renata emplacou uma sequência de cinco pontos e virou para 20 a 18 e cresceu na reta final do set. O Taubaté não se entregou e chegou a ter um match point em uma passagem de Douglas Souza pelo saque. O Vôlei Renata cresceu no bloqueio e nos contra ataques e fechou em 28 a 26, levanto o jogo para o Tie-Break.

No quinto e decisivo set o Taubaté passou a buscar mais o saque colocado, causando muita dificuldade à recepção do Vôlei Renata. O sistema bloqueio/defesa voltou a ser decisivo para o Taubaté, que teve mais volume de jogo nos momentos finais, e venceu por 15 a 12, fechando a partida em 3 sets a 2. O jogo teve duração total de 3 horas

Um dos principais pontuadores do jogo foi o ponteiro Maurício Borges, do EMS Taubaté Funvic. Após o jogo ele falou desta importante vitória. “O resultado é mérito de toda a equipe, acho que nosso grupo passou por uma fase difícil com os desfalques, então está sendo um período de aprendizado, de retomada da condição técnica e tática ideais. Hoje essa vitória é de todos nós, mérito totalmente coletivo. Estamos buscando o nosso melhor, jogo a jogo, e hoje foi uma partida duríssima. Saímos de quadra muito felizes e confiantes para a final desta sexta-feira, e queremos trazer esse terceiro título para o Taubaté.”, comentou.

A final da Copa Brasil Masculina de Vôlei será disputada nesta sexta-feira (12/02), às 21h30 no CDV, em Saquarema (RJ). O jogo será transmitido ao vivo pelo canal por assinatura SporTV 2.

Histórico taubateano na Copa Brasil

O EMS Taubaté Funvic disputou o torneio pela primeira vez em 2015, quando as finais aconteceram em Campinas (SP). Na ocasião, conquistou também seu primeiro título na Copa Brasil. A equipe passou pelo Maringá (PR) nas quartas de final (3 a 0), pelo Sada Cruzeiro (MG) na semifinal (3 a 1), e bateu o Vôlei Renata (SP) na decisão por 3 sets a 0.

O segundo título veio na edição de 2017 do torneio, também com a fase final realizada em Campinas (SP). Os taubateanos venceram o Montes Claros (MG) nas quartas de final (3 a 1), depois passaram pelo Vôlei Renata (SP) na semifinal (3 a 0), e na decisão derrotaram o SESI-SP por 3 sets a 0.

De 2015 até 2020, o EMS Taubaté Funvic esteve presente em todas as edições da Copa Brasil Masculina de Vôlei.

TODOS OS CAMPEÕES DA COPA BRASIL MASCULINA DE VÔLEI:
2007 – Cimed EC (SC), em Joinville (SC)
2014 – Sada Cruzeiro (MG), em Maringá (PR)
2015 – EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP)
2016 – Sada Cruzeiro (MG), em Campinas (SP)
2017 – EMS Taubaté Funvic (SP), em Campinas (SP)
2018 – Sada Cruzeiro (MG), em São Paulo (SP)
2019 – Sada Cruzeiro (MG), em Lages (SC)
2020 – Sada Cruzeiro (MG), em Jaraguá do Sul (SC)

COPA BRASIL MASCULINA DE VÔLEI 2021
Semifinal / Jogo Único
EMS Taubaté Funvic 3×2 Vôlei Renata (SP)
Data: 11/02/2021 (quinta-feira)
Horário: 19h00
Local: CBV – Centro de Desenvolvimento de Voleibol (Saquarema-RJ)
Transmissão: SporTV 2

Elenco 2020/2021:
Ponteiros: Douglas Souza, Maurício Borges, João Rafael e João Franck.
Centrais: Lucão, Maurício Souza, Riad e Bruno Biella.
Levantadores: Rapha, Bruno Rezende e Fabiano.
Opostos: Felipe Roque e Gabriel Cândido.
Líberos: Thales e Vitor Yudi.
Comissão Técnica:
Técnico: Javier Weber
Assistente Técnico: Maurício Thomas
Supervisor/Assistente Técnico: Giuliano Ribas
Preparador Físico: Renato Sérgio Bacchi

Assistente de Preparação Física: Caetano José dos Santos
Fisioterapeuta: Miguel Ambrósio
Fisioterapeuta 2: Maicon Douglas
Analista de Desempenho: Alexandre Leal
Massoterapeuta: Kleeva Albuquerque
Auxiliar de quadra: José Carlos Vieira (Branco)
Nutricionista: Daniela Squarcini
Administrativo: Rafael Oliveira
Fisiologista: Tiago Fukugauti
Gerente: Ricardo Navajas
Diretor Executivo: Claudio Brazão

foto: William Lucas / Inovafoto / CBV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s