E. C. Taubaté fez seu melhor jogo no Joaquinzão, mas ficou no 0 a 0

E. C. Taubaté e Rio Claro empataram sem abertura de contagem nesta noite no Joaquinzão.

Marcelo Martelotte repetiu a mesma escalação do ultimo jogo quando venceu o São Bernardo 3 a 2. Com marcação eficiente no campo do adversário, o Taubaté teve o domínio do jogo, criou várias oportunidades de gol mas não conseguiu colocar a bola na rede.

Perdeu o meia Marcelino, contundido logo aos 4 minutos, o zagueiro Betão, expulso aos 35 minutos da etapa inicial e Doni contundido no segundo tempo.

Aos 2 minutos o Taubaté já chegava com muito perigo ao gol de Rafael, quando  a defesa parou pedindo impedimento, Luiz Fernando entrou na área e finalizou em cima do goleiro que fez a defesa parcial. (foto)

O prejuízo veio logo ao 4 minutos, quando Marcelinho sentiu contusão e foi substituído por Eruck Salles que apesar de entrar bem no jogo, não teve a mesma criatividade de Marcelinho no meio campo.

Com uma marcação no campo adversário, o Taubaté mandava no jogo e aos 12 minutos, em falta pela esquerda do ataque taubateano a bola foi levantada na área e no bate rebate, Elivelton, na entrada da área finalizou raspando a trave esquerda de Rafael, já batido no lance.

O Rio Claro só foi criar oportunidade aos 23 minutos, quando em bola alçada na área Sorriso pegou a sobra e viu o goleiro Felipe chegar e abafar a batida do atacante, salvando o lance de perigo em seu gol.

Aos 35 minutos, novo prejuízo para o Taubaté. Betão que já havia tomado cartão amarelo em lance de falta voltou a cometer inflação, recebendo o segundo cartão amarelo e em seguida o vermelho, sendo expulso de campo deixando o Taubaté com 10 jogadores.

Para a etapa final, o técnico Marcelo Martelotte alterou a equipe, tirando Luiz Fernando para a entrada de Hyago para recompor o setor defensivo.

Mesmo com um jogador a menos em campo, o Tauabté mantinha o domínio do jogo e aos 6 minutos, em jogada de Erick Salles pela direita, tabelou com Betinho e este lançou para Brenner dentro da área livre de marcação. O atacante chutou para fora, perdendo a melhor chance do jogo.

Aos 12 minutos, foi o Rio Claro que teve um falta expulso. Juliano que já havia recebido cartão amarelo no primeiro tempo, fez falta dura em cima de Brenner e foi expulso.

O Taubaté manteve o domínio do jogo e aos 19 minutos, em lançamento de Elivelton, Esquerdinha chutou para fora, em grande chance de gol.

 Aos 24 minutos, novamente Esquerdinhas teve grande chance. Jogada pela direita com Erick Salles que chutou o goleiro fez defesa parcial e Esquerdinha de cabeça perdeu outra chance de ouro.

Outra baixa na equipe de Martelotte, o zagueiro e capitão da equipe, Doni sentiu contusão e deixou o campo para a entrada de Ygor, ficando o Taubaté com o miolo de zaga improvisado. Mesmo assim soube dominar os lances de ataque do Rio Claro que apesar de seu técnico, Alberto Felix, colocar o artilheiro Cesinha em campo, o setor ofensivo do Rio Claro não levava perigo ao gol de Felipe.

Pelas chances criadas e pelo volume de jogo o E. C. Taubaté merecia melhor sorte nesta noite no Joaquinzão.

Agora com 14 pontos ganhos, aguarda o final da 13ª rodada que tem jogos iniciados às 22h00 para saber qual a posição na tabela, mas somando um importante ponto.

O E. C. Taubaté volta a jogar na próxima quarta-feira (12) às 17h00 enfrentando o Velo Clube em Rio Claro.

Marcelo terá o desfalque do zagueiro Betão expulso e, depende de avaliação dos atletas Marcelinho e Doni para definir sua equipe para o jogo de quarta-feira.

FICHA TÉCNICA

13ª rodada – Série A2

Estádio Joaquim de Morais Filho

09/05/2021 – 20h00

E. C. TAUBATÉ 0 X 0 RIO CLARO FC

Equipes

E. C. Taubaté: Felipe; Buchecha, Betão, Doni (Ygor) e Anderson Santos; Betinho, Brenner, Elivelton (Tadeu) e Marcelinho (Erick Salles); Luiz Fernando Hyago) e Esquerdinha – Técnico: Marcelo Martelotte

Rio Claro FC: Rafael Pascoal; Toninho, Juliano, Marcelo e Alysson; Magno, Gian (Cesinha) e Bruno Formigoni (Roger), Junior Timbo (Jair), Sorriso (Maycon) e Kelvin (Castro) – Técnico: Alberto Félix

Árbitro: Matheus Delgado Candançan – Assistentes: Bruno Silva de Jesus e Ricardo Pavanelli Lanutto

Cartões amarelos: Juliano (RC), Sorriso (RC), Betão (T)

Cartão vermelho: Betão (T) e Juliano (RC)

Fotos: Bruno Castilho/EC Taubaté.

Ao final, Marcelo Martelotte analisou sua equipe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s