Secretário de Esportes fala sobre o rompimento da Administração com o Taubaté Vôlei

O blog moataubate procurou nesta sexta-feira (16) Lucas Dominoni, Secretário de Esportes e Laser de Taubaté para falar um pouco mais sobre a rompimento da Prefeitura Municipal com a Funvic, administradora do Taubaté Vôlei, notícia divulgada no início desta semana, que pegou de surpresa a torcida.

Tanto a Prefeitura Municipal quanto a Funvic, divulgaram notas oficias, mas nenhuma delas deixou claro se o Vôlei permanecerá ou não em nossa cidade.

O blog foi até o secretário Lucas para saber :

Blog: Em um projeto vitorioso e tão importante para a cidade de Taubaté, qual o foi o real motivo para o rompimento da Prefeitura com a Funvic?

Lucas : É importante ressaltar que nunca esteve nos planos da atual gestão encerrar um projeto tão vitorioso e querido na cidade, prova disso é o esforço feito pelo prefeito municipal para a manutenção dos valores de aporte no que tange aos recursos públicos, compromisso assumido e mantido até o final.

A decisão foi pautada numa análise técnica, visto os problemas de ordem administrativa e financeira que existem no projeto, e principalmente pela falta de um plano de viabilidade financeira, que assegurasse a sustentabilidade da próxima temporada.

Salientamos que tiveram inúmeras tentativas junto aos gestores da Funvic, pedidos e solicitações de apresentação de documentação que respaldassem financeiramente uma continuidade, como por exemplo, contratos com os patrocinadores, e estes não foram apresentados. Além de inúmeras inconstâncias na apresentação das dívidas, que inicialmente foram apresentadas no valor aproximado de R$ 1,5 milhões, e, por fim, a Funvic informou oficial que o valor estava em cerca de R$ 3 milhões.

Diante disso, a difícil decisão foi tomada, uma vez que essa gestão prioriza a responsabilidade financeira e a eficiência dos recursos públicos.

Blog: Não tem volta, o Taubaté Vôlei acabou?

Lucas: No momento o projeto do voleibol de Taubaté continua em outro formato, valorizando as categorias de base, tanto no masculino, como no feminino. A médio e longo prazo, talvez mais a diante, possamos retornar a elite, mas de uma maneira viável e sustentável financeiramente.

Blog: Qual será o futuro das categorias de base que envolve dezenas de atletas?

Lucas: Como dito acima, a tendência é que possamos fortalecer ainda mais essas categorias, inclusive na modalidade feminina, o mais rápido possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s